Languages
Content Who? About us Events Submissions Submenu
« back

o protocolo

Rafael Mantovani (2016)

toleramos o frio pensando que podia estar ainda mais frio
que isso, e que já esteve, e vai estar

você diz que vamos cruzar essas pontes quando chegarmos
nelas, mas quanto
da sua mesada você está apostando que vai haver pontes sequer?
uma ponte implica que alguém já esteve lá antes
o que raramente é o caso, quando o contexto é específico o
suficiente

se não tiver uma ponte, você
vai se estender na brecha e nos deixar andarmos
em cima das suas costas? (e essa não é
uma pergunta retórica)
quanto peso você calcula que o seu bom senso aguenta?

tentamos pensar numa vida que não seja baseada
em negociações com todos os outros números
no termômetro, mas parece valer tão menos o esforço depois que descartes provou
(e com zero dados empíricos, aliás) que uma pessoa humana jamais vai conceber
nada que já não existisse desde antes

muitas vezes sou a kelly kapoor do the office que disse eu sou super
inteligente agora, você podia me perguntar kelly
qual é a maior empresa do mundo e eu ia dizer
blá blá blá, blá blá blá blá blá
te dando exatamente a resposta certa

muitas vezes sou a lynette scavo do
desperate housewives que disse que a única coisa pior que só
seguir o protocolo pra manter o romance
vivo é nem se dar ao trabalho de seguir
o protocolo.

≡ Menu ≡
Homepage Content
Events Submissions
Authors Translators Moderators
About us Partners Gallery
Contact Blog Facebook
Festival 2016 Events Press